Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Lourinhã afastada da fase seguinte do Concurso ‘7 Maravilhas Doces de Portugal’

7 Maravilhas Doces Portugal 2019

Os produtos gastronómicos representantes do concelho da Lourinhã não foram seleccionados para passar à terceira eliminatória da eleição das ‘7 Maravilhas Doces de Portugal’ promovida pela RTP. O Painel de Especialistas votou pela segunda vez para identificar os 140 doces nomeados e esta lista foi reduzida a sete doces por distrito e região autónoma, uma lista final que avança para votação do público. O júri foi constituído por 140 personalidades, sete de cada distrito e regiões autónomas. Recorde-se que a organização recebeu 907 candidaturas, num envolvimento sem precedentes de todo o país.

Recorde-se que as ‘Areias Brancas’ (bolo de pastelaria), o ‘Bombom de Aguardente DOC Lourinhã’ (bolo de pastelaria) e as ‘Papas de Milho com Arrobe’ (doce de colher e doce à fatia) tinham sido apurados para representar o concelho lourinhanense na segunda fase, integrando o lote de candidatos do distrito de Lisboa. O Município da Lourinhã submeteu a inscrição de sete produtos com o selo ‘Marca Lourinhã’ mas ficaram anteriormente de fora da selecção distrital, pelo júri, o ‘Pão-de-Ló de Miragaia, os ‘Pastéis de Aguardente da Lourinhã’, as ‘Broinhas de Abóbora’, a ‘Pêra Rocha do Oeste em Calda de Aguardente DOC Lourinhã’ e o ‘Doce de Abóbora’.

Em relação à região Oeste, passaram apenas cinco doces à fase seguinte deste concurso gastronómico: ‘Amigos de Peniche’ e ‘Esses de Peniche’ (Peniche), ‘Cornucópia de Alcobaça’ e ‘Pão-Ló de Alfeizerão (Alcobaça) e ‘Cavacas das Caldas’ (Caldas da Rainha). A nossa região tinha, nesta eliminatória, para além dos produtos lourinhanenses, mais 14 doces apurados nos distritos de Leiria e Lisboa: Alcobaça - ‘Cornucópia de Alcobaça’ (doces festivos) e ‘Pão-de-Ló de Alfeizerão’ (doce de território); Cadaval - ‘Pão de Ló da Ti'Piedade/’Pão-de-Ló do Painho’ (doces festivos); Óbidos - ‘Doce de Pêra e Ginja’ (doces de fruta e mel); Peniche - Renda Doce (doces de inovação); ‘Amigos de Peniche’ (doce de território), ‘Esses Peniche’ (biscoitos e bolos secos), ‘Renda Doce’ (doces de inovação) e ‘Pastéis de Peniche’ (bolo de pastelaria); Caldas da Rainha - ‘Cavacas das Caldas’ (doce de território); Torres Vedras - ‘Uvada’ (doces de fruta e mel). Houve concelhos do Oeste que não apresentaram candidaturas.

Os 140 doces apurados vão ser votados pelo público em 20 programas de ‘daytime’, a emitir em directo pela RTP, nos meses de Julho e Agosto. De cada programa sairá um pré-finalista que passará às semifinais. “Se existisse uma pastelaria ou confeitaria em Portugal dedicada a confecionar a doçaria portuguesa mais representativa, de maior qualidade e com os sabores que fazem as nossas memórias ou que inovam com produtos da terra, seriam estes 140 doces que encontraríamos nas suas montras”, assegura Luis Segadães, presidente das ‘7 Maravilhas’. “Esta lista e esta eleição permitem valorizar e destacar não só a pastelaria nacional, como as profissões a ela associada. Por isso vamos inclusive desafiar os candidatos à profissão de pasteleiro a criar um doce, com 7 camadas, os 7 sabores mais representativos do nosso país, de forma a estimular a criatividade e o gosto dos jovens cozinheiros por esta área, cada vez mais criativa e desafiante em Portugal. Vai ser um concurso dentro do concurso, em parceria com o Turismo de Portugal, em que esta lista de 140 doces serve de inspiração aos jovens pasteleiros”, acrescenta o responsável desta iniciativa num comunicado enviado ao nosso jornal.

Texto: ALVORADA