Pesquisa   Facebook Jornal Alvorada
Login

Login na sua conta

Username *
Password *
Lembrar-me

Criar uma conta

Campos marcados com (*) são obrigatórios.
Nome *
Username *
Password *
Confirmar Password *
Email *
Confirmar email *
Captcha *
Reload Captcha

Acesso ao Portinho de Porto de Barcas alvo de intervenção após queda de rochas e obras de reparação do pontão estão paradas

portinho das barcas deslizamento

A queda de blocos rochosos no acesso ao Portinho de Porto de Barcas levou, esta quinta-feira, a uma intervenção pelo Município da Lourinhã em articulação com a Agência Portuguesa do Ambiente e na presença da Autoridade Marítima Local - Polícia Marítima. Segundo revelou a autarquia na sua página na internet e no Facebook, esta operação teve como objectivo ‘minimizar os riscos’ causados pelo deslize dos detritos rochosos. Estão a ser utilizados meios municipais e contratados para a regularização da estrada de acesso ao pontão marítimo.

Esta operação surgiu na sequência da queda de um bloco rochoso no passado dia 27 de Abril e foi desenvolvida pela empresa responsável pela execução da obra de reposição do quebra-mar deste portinho, no território da União de Freguesias de Lourinhã a Atalaia, com o acompanhamento do Serviço Municipal de Protecção Civil e dos técnicos responsáveis pela coordenação de segurança da obra que está em curso. A autarquia espera que esteja concluída durante a próxima semana.

Nesta zona estão também a decorrer as obras de reposição do quebra-mar, cujo concurso público foi lançado no ano passado pelo Município da Lourinhã, com um preço-base de 322.260 euros, no âmbito das obras de protecção costeira, com 63 dias de prazo. Venceu o concurso a empresa Pragosa, SA, com a proposta de 257.808,01 euros e, depois de concluídas, voltarão a permitir a acostagem das pequenas embarcações. A edilidade está a financiar esta empreitada com fundos próprios, não contando com o cofinanciamento de qualquer entidade pública.

Estas obras iniciaram-se a 26 de Dezembro mas acabariam por ser suspensas por razões de segurança, devido às condições climatéricas e ao estado do mar, tendo sido retomadas no passado dia 22 de Abril. Contudo, ocorreu agora uma nova suspensão dos trabalhos, sete dias depois, devido à derrocada no caminho de acesso ao pontão. Segundo assegurou uma fonte da autarquia ao ALVORADA, "a empreitada só será retomada quando estiverem reunidas todas as condições de acesso".

Texto: Paulo Ribeiro/ALVORADA
Fotografia: Câmara Municipal da Lourinhã